NOTÍCIAS

28 de abr de 2011

Madeira na parede.

Para deixar o ambiente mais quente e aconchegante, a madeira é sempre uma boa opção. Além dos móveis e do piso, o material faz bonito ao revestir paredes. Veja algumas ideias:

 

 

25 de abr de 2011

Treliça.

Para esconder áreas de serviço ou destacar a varanda. Confira as diferentes formas de usar a treliça em casa.

A treliça de ipê, escurecida com betume e envernizada com seladora fosca para área externa, tem dois cachepôs do mesmo material acomodados em sua base.


 
Duas treliças propositalmente desalinhadas disfarçam os seis aparelhos de ar-condicionado ao fundo. Um vão de 70 cm entre as estruturas permite a passagem de pessoas para fazer a manutenção.


A treliça de ferro, pintada na cor ferrugem, está distante da parede 15 cm para evitar o acúmulo de insetos e permitir que os galhos da hera-africana - posicionada na extremidade inferior direita da peça - engrossem.

Para tirar a atenção do muro, o morador optou pela colocação da treliças de cumaru.


 Vasos com véu-de-noiva, chifre-de-veado, bromélia e peixinho foram acomodados na treliça de madeira da parede, em um painel vertical.


A treliça de ipê corre pela lateral da cobertura no Rio de Janeiro. As aberturas entre as ripas livram a ventilação e dão privacidade, sem tirar a irresistível vista do morro.



As três folhas articuladas de treliça foram encaixadas entre os vãos, formando o painel de 2,30 m x 3,60 m. A versão tipo biombo dá movimento à peça, que tem a função de esconder a área de serviço.

 

20 de abr de 2011

Livro cama.

Gente olha que idéia legal!!!! Esta cama criada por Yusuke Suzuki é simplesmente fantástica! Um enorme livro aberto onde as páginas são edredons, travesseiros viram marcadores e brinquedos são usados para contar as histórias. Uma mistura sensacional de estímulos à criatividade, leitura, imaginação, espaço, entre outros. Uma daquelas criações que a gente queria ter pensado antes! O consolo é que dá pra usar o livrão como inspiração para futuros quartos e áreas de lazer de filhos, sobrinhos, primos, etc.

 

19 de abr de 2011

Algumas novidades das feiras de construção de 2011.

Confira revestimentos para pisos e paredes, metais e cubas com design arrojado e tecnologia de ponta para cozinhas e banheiros, além de muitas outras novidades: telhas e coberturas com materiais inovadores, tintas, ferragens e vidros.

As pastilhas de vidro Junsui, da Glass Mosaic, possuem relevo na frente e no verso de cada peça (4,8 x 4,8 cm), o que lhes confere um efeito tom sobre tom de acordo com a incidência de luz. A caixa com cinco placas de 30 x 30 cm custa R$ 300*.

 Bucólicas cenas camponesas estampam o azulejo da coleção Toile Du Jour. Da Eliane, nas cores vermelho, azul ou preto. A caixa com duas peças (44 x 88 cm) tem o preço sugerido de R$ 152,90.

Quando concebeu a linha Folk, a Fabrimar buscou um design leve e jovem. O misturador de parede, feito de latão cromado, apresenta fechamento de um quarto de volta e arejador interno capaz de baixar o consumo de água. R$ 340.

Graças aos desníveis entre as peças de mármore, as pastilhas Relevo, que fazem parte da coleção Natus (ref. SC10), criam efeitos de luz e sombra em paredes de áreas internas. Da Colortil, cada placa de 30 x 30 cm custa entre R$ 35 e R$ 39. 

 
A banheira freestanding Ciana (1,70 x 0,80 m e 0,60 m de profundidade), da Pretty Jet, é de acrílico sanitário, material que promete maior durabilidade que as versões comuns. Esta peça, tendência na Europa, é mais fácil de instalar do que os modelos de embutir. R$ 4 500.

A maçaneta Dudu, da Lockwell, combina linhas retas com alumínio reciclado e madeira certificada. Há cinco opções de acabamento - na foto, o metal aparece na versão anodizada acetinada, com puxador de sucupira amarela. R$ 110 (fechadura interna) ou R$ 150 (externa).

Própria para fixar blocos e tijolos, a DunDun promete superar a argamassa comum em aspectos como rapidez de assentamento, economia de mão de obra, limpeza, rendimento e resistência. Vem pronta, em sacos de 5 e 15 kg, e deve ser aplicada com uma bisnaga. Da FCC, custa cerca de R$ 3,50 por kg.

  Ideal para iluminar piscinas, banheiros e saunas, a fita de led IP 68 pode ficar submersa. Vem em rolos de 5 m, emite luz branca ou amarela e inclui um transformador para conectá-la à rede elétrica. Deve chegar às lojas no segundo semestre com preço estimado pelo fabricante, a Golden, em R$ 550.

 A argamassa própria para sobrepor revestimentos Piso sobre Piso Rolado Quartzolit pode ser aplicada com rolo. Além de simplificar a tarefa, esse método, de acordo com a fabricante, Weber Saint-Gobain, faz com que a embalagem com 20 kg (R$ 19,90 para uso em interiores) renda o dobro.

 As medidas exíguas do Lavatório Retangular (32,5 x 32,5 cm e 25 cm de altura) o tornam ideal para lavabos. Ele usa BM Surface, composto de resina acrílica e minerais com porosidade quase nula e alta resistência a manchas e arranhões. Da BanhoMais, R$ 1.434,60.

 Reduzir em até 34 decibéis a passagem de ruídos é a promessa da porta acústica pivotante da Multidoor, disponível em várias padronagens (a da foto é ipê-tabaco). A peça vai de 1,20 x 2,10 m a 1,20 x 2,40 m. O preço começa em R$ 900 e varia conforme o tamanho e o acabamento.

 Mosaicos de aço inox dão um toque contemporâneo à casa. Este, da linha Metalic (Colormix), é vendido em placas de 30 x 30 cm por R$ 140 cada uma. Apesar de resistente, o metal não aceita o uso de abrasivos nem de palha de aço na limpeza, sob risco de causar danos à superfície.

 Explore a iluminação para valorizar o alto-relevo do revestimento Dyamante, da Castelatto, e evidenciar suas saliências e reentrâncias. Pensado para paredes internas, vem em placas de 45 x 60 cm, à venda por R$ 340 o m², em tons que variam do branco ao chumbo.

 Se colocada na cobertura a cada 5 m², a telha de ventilação portuguesa (41 x 24 x 6 cm), da Cláudio Vogel, permite boa circulação de ar no telhado. É de cerâmica e tem acabamento natural ou envelhecido (R$ 4 a unidade) ou pintura de esmalte ou poliéster (R$ 8 cada uma).

O conjunto Vitracor consiste em duas cubas de aço inox e um tampo de vidro temperado vermelho. A peça de 1 x 0,50 m conta com frisos na superfície que garantem o escoamento da água e impedem o deslizamento de utensílios. Da Tramontina, a partir de R$ 1.600.

 
 

15 de abr de 2011

Oscar Niemeyer, um mito!

Neste documentário de 90 minutos, Oscar Niemeyer, um dos maiores arquitetos de todos os tempos, conta de forma descontraída como concebeu seus principais projetos. Mostra como revolucionou a Arquitetura Moderna, com a introdução da linha curva e a exploração de novas possibilidades de utilização do concreto armado.






"Camus diz em 'O Estrangeiro' que a razão é inimiga da imaginação. Às vezes, você tem de botar a razão de lado e fazer uma coisa bonita."




"A vida pode mudar a arquitetura. No dia em que o mundo for mais justo, ela será mais simples."


"Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual. A curva que encontro nas montanhas do meu País, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o Universo - o Universo curvo de Einstein."


"A vida é importante; a Arquitetura não é. Até é bom saber das coisas da cultura, da pintura, da arte. Mas não é essencial. Essencial é o bom comportamento do homem diante da vida."


"Mais importante do que a Arquitetura é estar ligado ao mundo. É ter solidariedade com os mais fracos, revoltar-se contra a injustiça, indignar-se contra a miséria. O resto é o inesperado; é ser levado pela vida."


 "Nunca me calei. Nunca escondi minha posição de comunista. Os mais compreensíveis que me convocam como arquiteto sabem da minha posição ideológica. Pensam que sou um equivocado e eu penso a mesma coisa deles. Não permito que ideologia nenhuma interfira em minhas amizades."


"Não acredito em uma Arquitetura ideal, insubstituível; somente em boa e má arquitetura. Gosto de Le Corbusier como gosto de Mies, de Picasso como de Matisse, de Machado como de Eça."


"Não existe Arquitetura bonita ou feia. Existe Arquitetura boa e ruim."
OSCAR NIEMEYER

14 de abr de 2011

Para todos os gostos.

A criatividade dos designers em mesclar materiais e tecidos resulta em uma infinidade de modelos de cadeiras e poltronas. 
Veja algumas idéias para decorar a sua casa!


  A cadeira Panton, da Breentwood, carrega a assinatura do designer Verner Panton. Feita de fiber glass com pintura automotiva, colorida, tem formato exótico.

Ideal para uma casa de praia, a cadeira Lucca, da Breton Actual, é estruturada com bambu, tramada em fibra sintética na cor avelã.

Com acabamento em laca preta , assento revestido de linho, a cadeira Medalhão, A Especialista, esbanja classe e elegância.

Da Catallogo, a poltrona Evo tem pés em aço inox e assento em couro.

Cadeira Havaianas de Carlos Motta.

 Cadeira Aviador - Mendes/Hirth.

 Linna Armchair - Jader Almeida.

Cadeira de Balanço Mäder - Fernando Mendes e Roberto Hirth.
Chaise longue - Oscar Niemeye.


13 de abr de 2011

Start! Começa a Design Week italiana.


Começa, oficialmente, o Salão Internacional do Design, em Milão (Itália) e, juntamente com a feira, têm início os eventos fora do centro de convenções, os chamados "Fuori Salone". Foi no espaço Start! que iniciamos nossa busca pelas novidades deste ano.

O Start! é dedicado aos novos designers - seria a versão do design alternativo do Salone Satélite. Localizado na Zona Tortona, reúne sempre muitas peças conceituais e promessas de novos nomes no quadro internacional da galeria de criativos.

No ingresso do delicioso cortile, uma espécie de pátio, que abriga o evento, o tema proposto era “nascer” - ou seria o renascer do design?! Uma boa representação disso são os belíssimos carrinhos de bebê desenhados pelo holandês Davy Kho. Eles foram utilizados em uma instalação genial, na qual as peças eram coloridas com grafite, dando um toque muito original para os filhos da geração Y.

Na parte interna da exposição, um dos temas mais abordados foi o ecodesign por meio de objetos executados com papelão e até um pufe que mistura plástico com feno, com inspiração na Irlanda.

Quem ama o estilo "home made" pode adotar a proposta da nova marca italiana de porcela Ilil, que ensina como organizar uma mesa em grande estilo para um chá com as amigas, usando xícaras e jogos americanos que remontam os anos 1940 e o tailor made, aqueles objetos feitos sob medida para você. Lembra da época dos alfaiates e das costureiras pessoais?

Já a linha da marca Dry Design propõe o tema de produtos ecossustentáveis como a cadeira Gaetana, toda feita em papelão em contraste com o contemporâneo plexiglass, uma espécie de acrílico com características muito próprias. De acordo com o designer Paolo Gentile, responsável por algumas peças da marca, "o Design é criado para todos, mas é a busca de novos materiais que torna inovativo um objeto".

 O designer holandês Davy Kho turbinou com grafismos seus carrinhos de bebê da 
marca Mima Kids

As ilustrações grafitadas representam a força do renascer. Uma homenagem ao último terremoto no Japão  

 Pufe feito de feno recoberto por plástico: confronto de matérias-primas 
e referência à Irlanda 

 Porcelanas Ilil: destaque para a xicara de chá

 Uma mesa no melhor estilo tailor made 

 Dry Design apresenta produtos ecossustentáveis entre materiais contemporâneos como o plexiglass