NOTÍCIAS

25 de mar de 2011

Inscrições Abertas: Prêmio Tok&Stok Design Universitário 2011.

O Prêmio Tok&Stok Design Universitário 2011 já está com inscrições abertas e é possível fazer a inscrições até 30/6/2011.

Algumas dicas de estantes.

Elas são imprescindíveis para quem ama livros e inspiram tanto carinho nos donos que muitas acabam virando companheiras para toda a vida. Abaixo, você confere alguns projetos e modelos de estantes à pronta entrega nas lojas.
 Na configuração das peças, misturam-se nichos retangulares de dois tamanhos. As estantes foram feitas de MDF e laqueadas de bege.


Estante com caixas de frutas empilhadas e pintadas.


Estante Caruaru desenhada por Marcelo Rosenbaum, é formada por módulos à escolha do cliente. O quadrado aberto sai por 312 reais, e o retângulo com porta, 602 reais. Na Micasa.


 Com medidas 90 cm x 1,51 m x 33 cm, a estante Loreto é de MDF com revestimento de folhas naturais de pau-ferro. 1 830 reais na Desmobilia.


 A estante Biblioteca (1,20 m x 2,28 m x 42,5 cm) vem com dez prateleiras, sendo duas delas fixas. 1 075 reais no Magazine Luiza.


 Quatro nichos giratórios com fundo de acrílico colorido compõem a estante Moving (35 cm x 1,42 m x 35 cm). Vale 645 reais na Tok & Stok.


 A estante Módulo, da Futon Company, pode ter de uma a cinco prateleiras. O modelo com quatro prateleiras (1,50 m x 1,43 m x 44 cm) de eucalipto ebanizado vale 2 467 reais.

23 de mar de 2011

Casa em Paraty – O premiado projeto de Marcio Kogan.

É sempre bom relembrar bons projetos, concluída em maio de 2009, a casa localizada em uma praia particular em Paraty, no Rio de Janeiro, foi desenhada por Marcio Kogan como duas caixas de concreto aparente engastadas na encosta verde do litoral. Com este projeto, Kogan ganhou dois prêmios: o primeiro lugar no Leaf Awards 2009, um dos mais importantes prêmios de arquitetura da Europa, e o Design Awards 2010 da revista britânica “Wallpaper”, na categoria “Best new private house” (melhor casa ).

 

21 de mar de 2011

Na rota do verde: um passeio de compras no Ceagesp.

Diversidade e economia são as promessas do maior mercado de plantas da América Latina, a CEAGESP, em São Paulo. Confira as ideias de compras!

 

18 de mar de 2011

Ruy Ohtake arquiteto e designer brasileiro.

Ruy Ohtake (nascido em 27/jan/38 em São Paulo - Brasil) é um dos grandes arquitetos e designers de móveis brasileiro. É responsável por mais de trezentas obras realizadas no Brasil e no exterior! É de Ohtake, por exemplo, entre outras obras, os hotéis Unique e Renaissance, o Parque Ecológico do Tietê, o sistema de transporte urbano Expresso Tiradentes e a sede social e cultural do São Paulo Futebol Clube. Veja alguns trabalhos desse mestre da arquitetura.

Ohtake Cultural em São Paulo

Hotel Unique em São Paulo
 

17 de mar de 2011

Richard Meier & Partners Architects - Projeto na cidade de Praga.

É um prazer anunciar a construção do Tribunal Cidade Verde na cidade de Praga projetada pela notável empresa Richard Meier & Partners Architects. Conhecida como Pérola do Oriente, a cidade de Praga, capital da República Tcheca, tem a fama de seduzir pessoas de todos os matizes com a sua bela arquitetura. "Praga não deixa a gente ir embora, esta velha tem garras" como já dizia o escritor Franz Kafka sobre a cidade onde nasceu e viveu. A construção do edifício de oito andares está organizada em torno de um átrio central da cor do céu, rodeado por espaços altamente eficientes, com uma grande árvore que marca a entrada formal para o edifício que leva até um átrio de altura única que se abre para o átrio de vários andares e repleta de luminosidade natural por seu revestimento de vidro. A construção já deu início em setembro/2010 e a entrega da obra está prevista para o ano de 2012!


Veja o vídeo de apresentação do projeto.


15 de mar de 2011

Famoso arquiteto italiano Renzo Piano.

Renzo Piano (nascido em 14 de setembro de 1937 em Gênova, na Itália) é um famoso arquiteto e destinatário do Prêmio Pritzker de Arquitetura, AIA Gold Medal, Prêmio de Kyoto e o Prêmio Sonning. Em 1981, fundou o Piano "Renzo Piano Building Workshop", que emprega uma centena de pessoas, com escritórios em Paris, Gênova e Nova York. Veja alguns projetos desse grande ilusionário!

 
Jean-Marie Tjibaou Centro Cultural, na ilha de Nova Caledônia, no Pacífico sul.

Centre Georges Pompidou em Paris


Kansai International Airport Terminal em Osaka - Japão

14 de mar de 2011

Designer transforma galpão antigo em casa rústica.

Galpão antigo vira um oásis: para criar um lugar em que os filhos tivessem espaço livre para brincar, o designer Paulo Alves transformou um galpão em uma casa com direito a horta e fogão a lenha. Liberdade tem sido uma palavra cada vez mais importante para o arquiteto e designer Paulo Alves. Essa busca vem da infância, quando podia andar solto pelas ruas de Jardinópolis, interior de São Paulo. Encorajado por essa memória, deixou um apartamento de 42 m² e encarou a reforma do galpão ao lado de sua marcenaria, no centro da capital paulista. “Pensei nos meninos. Não queria que crescessem confinados”, diz Paulo, pai de José, Inácio e João, com idades entre 3 e 11 anos, que brincam pela casa com os filhos da atual namorada do designer. A construção de 255 m² nasceu aproveitando o esqueleto do imóvel abandonado. “Aluguei o galpão anexo com o intuito de ampliar a marcenaria. Mas, no meio do caminho, me ocorreu: por que não morar aqui?” Uma das razões: ele percebeu que era possível fazer uma reforma bacana e econômica. A outra, menos racional, veio quando assistia a um filme do Batman com os filhos. “Numa das cenas, o personagem entra em um contêiner e, lá dentro, há uma casa incrível. Pensei: é isso.”

Um rosa vibrante da Coral (ref. 02RR 35/376*) colore as paredes externas da casa do arquiteto e designer, cujos ambientes se distribuem em diferentes níveis, cercados por terraços. No interior, acabamentos rústicos e madeiras de demolição trazem o aconchego. (*Antes de comprar a tinta, confira o tom no catálogo do fabricante.)

  Desenhada por Paulo Alves, a mesa de jantar Eclipse, de paricá de reflorestamento e laminado, fica voltada para o terraço central da casa, fechado por um janelão de vidro temperado, comprado em um depósito de demolição. As cadeiras Girafa são um clássico de Lina Bo Bardi. Cortina da Leroy Merlin.

 Na sala de estar, a parede que prende a rede faz divisa com o escritório. Acabamentos rústicos, como o cimento queimado do piso, contrastam com as obras coloridas de amigos, como o relevo de Leda Catunda, pendurado acima da estante, de compensado de paricá de reflorestamento.

 Placas de OSB e pilares de peroba descartados na reforma do telhado compõem o mezanino. “É onde as crianças dormem. Acomodo meus filhos e também os de minha namorada em colchões extras”, diz o arquiteto Paulo Alves. Solução simples e de efeito, a parede de tijolos descascados revela sua beleza original.

 A escada que desce da sala leva ao quarto do arquiteto, aberto para um terraço com helicônias. Uma chapa de compensado faz as vezes de cabeceira.

 O corredor do banheiro foi ocupado por armários. Colcha e cortina de brim da Vicunha (MN Tecidos) executadas pela Interiores Confecções.

 Na reforma, o corredor de 2,50 x 5,60 m de comprimento, entre a sala e a área externa, virou a cozinha, com armários de MDF laminado feitos na marcenaria do próprio designer. O piso é de cimento queimado. No teto dessa área, foi possível manter a estrutura de peroba original do telhado, protegida por um novo forro de compensado de tapume, bem barato. “Transformar o resto em algo novo tem a ver com meu ofício”, diz Paulo.

Com paredão amarelo e plantas em vasos, o quintal é ao mesmo tempo a entrada da casa.